Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 mundos

Leitora Convidada

15.06.11, 1001mundos

Temos a nossa segunda leitora convidada. Sónia Areia, do blog Esmiúça o Livro, dá a sua opinião sobre o livro União.

 

 

Obrigado Sónia.

 

Opinião:

 

Como reagiria se vivesse numa sociedade perfeita, onde o seu modo de vida é escolhido por outros? Será que aceitava ou revoltava-se?

Cassia vive num mundo perfeito onde tudo é controlado pelos funcionários. O que come, veste, quem é o seu par ideal,ou seja um mundo de regras. Todos as cumprem para o seu bem e em troca de uma vida segura e calma.
Até fazer 17 anos dia que vai saber qual vai ser a sua união, tudo lhe parecia normal.

Quando lhe é atribuída a sua união fica contente uma vez que é uma pessoa que conhece, um amigo que sempre amou.
Mas ao consultar a ficha da sua união não aparece a cara de Xander, mas sim a de KY.
Ky é uma anomalia e não pode ser unido a ninguém, pouco se sabe dele a não ser que foi adotado.
Mas Cassia não lhe é indiferente, sempre que o vê parece que é uma escolha certa.E com esta dúvida aparecem outras ...

Agora o que vai escolher uma vida que lhe foi atribuída ou vai explorar aquele sentimento estranho que sente, aquela curiosidade?

Um livro que chama a atenção que tudo pode ser planeado mas podem existir sempre imprevistos aos quais não se pode fugir e que por vezes temos de lutar por eles, porque existe um fator a ter em conta a vontade do ser humano.

A autora surpreendeu-me muito pela positiva, não só pela sua escrita fluida mas principalmente pelo enredo. A sua originalidade trouxe uma mudança que estava a necessitar.

As personagens por si criadas são semelhantes aos nossos jovens, as mesmas dúvidas a mesma rebeldia. A autora consegue despertar curiosidade sobre todos eles.
Definitivamente quero saber mais sobre Cassia e Ky .. quero saber até onde vai ela vai para ser feliz.

Mas no fim do livro Uma grande questão fica por responder "Será que Cassia se rebelou ou será que tudo foi planeado pelos funcionários?" Ou seja será que numa sociedade perfeita sempre se pode ter escolha?


Um livro que gostei e epero que o próximo livro não demore muito a chegar.

 

4 comentários

Comentar post