Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2014
«A Guerra Eterna» de Joe Haldeman, em março

 

 

Um dos 10 melhores romances de ficção científica de todos os tempos

 

Prémios Nebula, Hugo e Locus

 

Em 1997 a Terra entra pela primeira vez em contacto com os extraterrestres tauranos. Este encontro marca o início de uma guerra impiedosa. As autoridades terrestres decidem enviar um contingente de elite, e preparam um programa de treino quase inumano, destinado a produzir soldados capazes de aguentar tudo.

William Mandella é um desses soldados.

A fim de viajar até à frente de batalha, os soldados têm de atravessar portais chamados collapsars, que causam uma distorção espácio-temporal, fazendo com que o tempo subjetivo da nave seja mais lento que o tempo «real» do universo. Ou seja, quando Mandella regressa a casa após dois anos, quase três décadas passaram na Terra. E conforme viajam para mais longe, maior é a dilatação, passando de décadas para séculos inteiros.

A luta mais cruel que estes soldados terão de travar será a sua batalha pessoal contra o tempo.

 

«Dizer que Guerra Eterna é o melhor romance de guerra de ficção científica já escrito é condená-lo a poucos elogios. Trata-se, por todo o seu esplendor techno-extrapolativo, de uma magnífica e comovente história de guerra.»

William Gibson


«Talvez o romance de guerra mais importante escrito desde o Vietname... Haldeman, um veterano, é um visionário... e o esforço do protagonista William Mandella para sobreviver e permanecer humano face a uma guerra absurda quase sem fim é desolador, hilariante, angustiante e verdadeiro... como todas as melhores obras de literatura, Guerra Eterna abala-nos e, em seguida, antes que possamos virar a última página, volta a acalmar-nos: estamos melhores, mais sensatos, mais humanos. Simplesmente extraordinário.»

Junot Diaz


«Se houvesse um Fort Knox para escritores de ficção científica, teríamos de lá guardar Joe Haldeman.»
Stephen King

«Guerra Eterna não é apenas um grande romance de ficção científica, é um grande romance sobre a guerra do Vietname - e um excelente romance de guerra que é também ficção científica. Um clássico em qualquer um dos géneros.»
Iain M. Banks

 

 

 

Joe Haldeman é autor de numerosos livros, contos, novelas e artigos, pelos quais recebeu, entre outros, os prémios Nebula, Locus, Ditmar, Galaxy, Hugo e Mundial de Fantasia, alguns mais do que uma vez. Esteve no Vietname, onde recebeu a condecoração Purple Heart pelos seus serviços, e essa experiência serviu-lhe para escrever a sua primeira obra, War Year, e a sua série «Guerra Eterna», profundamente antibelicista. É membro da Associação Americana para o Progresso da Ciência e do Instituto Nacional do Espaço, e dá aulas de Escrita Criativa no Instituto Tecnológico do Massachusetts (M.I.T.).



publicado por 1001mundos às 13:23
link do post | adicionar aos favoritos

.mais sobre mim
.links
.Novidades 1001 Mundos







.posts recentes

. «Prodigy», de Marie Lu, a...

. «A Viajante», de Arwen El...

. «O Trono dos Crânios», de...

. Entrevista com Stephenie ...

. «Crepúsculo» reimaginado....

. Edição do 10º aniversário...

. Edição do 10º aniversário...

. «Seeker - O clã dos Guard...

. «O Grande Bazar e Outras ...

. Frankenstein, de Mary She...

.arquivos

. Julho 2016

. Junho 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Março 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

.subscrever feeds