Segunda-feira, 30 de Junho de 2014
«O Bruxo», de Michael Scott

Alcatraz:
Apesar de o seu aliado Dr. John Dee ter sido declarado utlaga, Maquiavel e Billy the Kid vão seguir os planos dos Anciães: tencionam soltar os monstros de Alcatraz na cidade de São Francisco, desencadeando o final da corrida dos humani.
Danu Talis:

O Reino das Sombras em que Scatty e Joana d’Arc entraram é muito mais perigoso do que jamais podiam ter imaginado. E não desembarcaram ali por acaso: as guerreiras foram chamadas por uma razão. Tal como Saint-Germain, Palamedes e Shakespeare. O grupo foi convocado porque tem de viajar no tempo até Danu Talis no passado e destruí-lo. Pois a ilha de Danu Talis, conhecida nos mitos humani como a cidade perdida da Atlântida, deve cair para o mundo moderno poder existir.

São Francisco:

O fim está a chegar. Josh Newman escolheu um lado, e não vai ficar com a irmã, Sophie, nem com o Alquimista, Nicholas Flamel. Vai lutar ao lado de Dee e da misteriosa Virginia Dare. A não ser que Sophie encontre o seu gémeo antes de a batalha começar, tudo está perdido - para sempre.

 

Na quinta parte desta bem sucedida série, os gémeos da profecia foram separados, e o fim está a começar.

Com Scatty, Joana d’Arc, Saint Germain, Palamedes, e Shakespeare em Danu Talis, Sophie está sozinha com Nicholas, cada vez mais fraco, e com Perenelle Flamel. Tem de contar com a ajuda de Niten para encontrar um imortal que lhe ensine Magia da Terra. A surpresa é que ela irá encontrar o seu professor no mais comum dos lugares.

 

 

Um livro mágico.

Dois gémeos que podem salvar o mundo

Alquimistas, magos, heróis e vilões.

Figuras históricas e mitológicas.

A maior aventura de sempre.

 

 

Figura de referência em mitologia e em crenças populares, Michael Scott é um dos autores irlandeses mais bem sucedidos, publicado em 38 países, em mais de 20 línguas. Este mestre do fantástico, da ficção científica, do terror e do folclore vive e escreve em Dublin, tendo sido agraciado pelo Irish Times com o epíteto de «rei do fantástico nestas ilhas».

Visitem-no em www.dillonscott.com

 



publicado por 1001mundos às 09:33
link do post | adicionar aos favoritos

Terça-feira, 3 de Junho de 2014
«Anjos Rebeldes», de Libba Bray, 2º volume da trilogia Gemma Doyle

New York Times Bestseller * USA Today Bestseller *

Publishers Weekly Bestseller * Book Sense Bestseller

 

Ah, o Natal! Gemma Doyle está desejosa das férias fora da Academia Spence, de passar o tempo com as amigas na cidade, de ir a bailes elegantes e, numa nota sombria, de cuidar do pai doente. Quando se prepara para entrar no Ano Novo de 1896, um jovem bonito, Lorde Denby, parece estar interessado em conquistar Gemma. No entanto, no meio das distrações de Londres, as visões de Gemma intensificam-se - visões de três raparigas vestidas de branco, a quem algo terrível aconteceu, algo que só os reinos podem explicar...

A atração é forte, e em pouco tempo, Gemma, Felicity e Ann estão a transformar flores em borboletas no mundo encantado dos reinos a que só Gemma pode levá-las. Para grande alegria delas, a sua querida Pippa também está lá, ansiosa por completar o círculo de amizade.

 

Mas nem tudo está bem nos reinos - ou fora dele. O misterioso Kartik reapareceu, dizendo a Gemma que ela deve encontrar o Templo e vincular a magia, ou algo terrível irá acontecer-lhe. Gemma está disposta a fazer-lhe a vontade, apesar dos perigos que isso acarreta, pois isso significa que irá encontrar-se com a maior amiga da sua mãe - e agora sua inimiga, Circe. Até Circe ser destruída, Gemma não pode viver o seu destino. Mas encontrar Circe revela-se uma tarefa muito perigosa.

 

«Este extraordinário romance move-se a uma velocidade estonteante do princípio ao fim... surpreendente.»

VOYA

"Uma fantasia notável rica em sensibilidade vitoriana... Gemma e as amigas são perfeitas como jovens mulheres num mundo prestes a mudar, inseguras quando ao seu lugar. As pistas sobre o mistério podem levar os leitores a pensar que já adivinharam tudo, mas ainda se vão surpreender.»
School Library Journal

 

 

 

O primeiro romance de Libba Bray, Uma Grandiosa e Terrível Beleza, foi bestseller do New York Times. A autora gosta de dizer isso, especialmente nos dias em que o penteado lhe sai pior. É residente em Brooklyn, Nova Iorque, com o marido, o filho, o gato e dois peixinhos. Quando não está a escrever, costuma pensar na escrita, o que pode ser problemático nas escadas no metro. Libba gostaria muito que os leitores visitassem a sua página Web: www.libbabray.com, mas compreende que andem todos muito atarefados.

    



publicado por 1001mundos às 08:30
link do post | adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 30 de Abril de 2014
«Caos Maravilhoso», o terceiro livro da série

Às vezes, não há apenas uma resposta ou uma escolha

 

Ethan Wate julgou estar a habituar-se às estranhas coisas impossíveis que se desenrolavam em Gatlin. Porém, agora que Ethan e Lena voltaram para casa, estranho e impossível assumiram novos significados. Enxames de gafanhotos, um recorde de calor e tempestades devastadoras arrasam Gatlin enquanto Ethan e Lena tentam perceber as consequências do Chamamento de Lena. Até a família de Lena é afetada - e as suas habilidades começam a falhar perigosamente. Com o tempo, uma questão torna-se clara: o que - ou quem - terá de ser sacrificado para salvar Gatlin?

Para Ethan, o caos é uma distração assustadora, mas bem-vinda. Ele está de novo a ser perseguido nos sonhos, mas desta vez não por Lena - e tudo o que o assombra segue-o para fora dos sonhos até à sua vida quotidiana. Ainda pior, Ethan está gradualmente a perder pedaços de si - esquecendo nomes, números de telefone, e até memórias. Não sabe porquê e na maioria dos dias, tem medo de perguntar.

Às vezes, não há apenas uma resposta ou uma escolha. Às vezes não há como voltar atrás. E desta vez não haverá um final feliz.

 

 

Neste novo romance, Ridley perdeu os poderes, Link é um Íncubo e as habilidades da família de Lena andam a falhar. Enxames de gafanhotos devoram todo o verde de Gatlin. Um calor sufocante deixa a relva castanha e os humores negros. Raios riscam o céu e tempestades assustam os animais. O equilíbrio foi destruído. Aparentemente, quando se Chamou, Lena pode ter sido dado o pontapé de saída para o Apocalipse.

 

 

«Uma mistura potente de gótico, mítico e mágico… com personagens originais, a construção de um mundo complexo e uma prosa enérgica, estamos perante uma

história magistralmente contada.»

Deborah Harkness, autora de A Noite de Todas as Almas

 

«Esta série pródiga em imaginação tem todos os elementos de um romance gótico sulista sobrenatural de sucesso... A ambiguidade do bem e do mal acrescenta uma complexidade atraente... os fãs do género vão adorar.»

VOYA

 

Tal como Amma, Kami Garcia é muito supersticiosa e não foge à regra de toda a rapariga respeitável, com raízes sulistas, ao confecionar as suas bolachas e as suas tartes. Tem familiares que fazem parte das Filhas da Revolução Americana, mas nunca participou numa reconstituição. Kami frequentou a Universidade de George Washington e tem um mestrado em Educação. É professora e leitora especialista, dirigindo grupos de leitura para crianças e adolescentes.

Tal como Lena, desde os quinze anos que a escrita colocou e tirou Margaret Stohl de problemas. Ela escreveu e desenhou vários jogos de vídeo conhecidos, razão pela qual os seus dois beagles se chamam Zelda e Kirby. Margaret apaixonou-se pela literatura norte-americana em Amherst e em Yale. Tirou o mestrado em Inglês, em Stanford, e estudou Escrita Criativa sob a alçada do poeta George Macbeth, na Universidade de East Anglia, en Norwich.

Kami e Margaret convidam-te a visitá-las em WWW.KAMIGARCIAMARGARETSTOHL.COM

 



publicado por 1001mundos às 09:14
link do post | adicionar aos favoritos

Drácula, de Bram Stoker

Drácula é uma obra-prima única do terror e a mais famosa de todas as histórias de vampiros.


Poucos leitores irão esquecer a atmosfera de pesadelo do sinistro castelo do conde Drácula, na Transilvânia, as deambulações dos mortos-vivos e a tensão de gelar o sangue antes do emocionante desfecho.

Drácula narra a luta de um grupo de homens e uma mulher - Dr. Seward, Dr. Van Helsing Jonathan Harker e a sua mulher Mina - para destruírem o vampiro, cujos sinistros caixões cheios de terra são descobertos por Harker numa capela em ruínas ao lado do hospício do Dr. Seward. Cruel e nobre, maldosa e fatalmente desejável para as mulheres, Drácula possui uma sede terrível de poder e, como o Dr. Jekyll, ou Moriarty de Conan Doyle, é um dos monstros imortais da ficção.

Quando o solicitador Jonathan Harker visita a Transilvânia para ajudar o conde Drácula com a compra de uma casa em Londres, faz descobertas terríveis sobre o seu cliente e o seu castelo. Pouco depois, uma série de incidentes perturbadores desenrola-se em Inglaterra: um navio não tripulado naufraga em Whitby; marcas de perfurações estranhas aparecem no pescoço de uma jovem mulher, e um louco internado num hospício delira sobre a chegada iminente do seu «mestre». Na batalha que se segue entre o sinistro conde Drácula e um grupo de adversários determinado, Bram Stoker criou uma obra-prima do terror, aprofundando as questões da identidade e sanidade humanas, e iluminando os cantos escuros da sexualidade e do desejo vitorianos.

 

Uma verdadeira obra-prima, Drácula transcendeu gerações, linguagem e cultura para tornar-se um dos romances mais populares alguma vez escritos. É por excelência uma história de suspense e horror, que ostenta um dos personagens mais terríveis que já nasceram na literatura: o conde Drácula, um espectro trágico e noturno que se alimenta do sangue dos vivos, e cujas paixões diabólicas depredam os inocentes, os desamparados, e os belos. Mas Drácula também se destaca como uma saga alegórica de um ser eternamente amaldiçoado cujas atrocidades noturnas refletem o lado sombrio da era extremamente moralista em que foi originalmente escrito - e os desejos corruptos que continuam a atormentar a condição humana moderna.

 

 

Drácula tem origem na vida de Vlad Tepes, personagem histórico da Roménia do século XV conhecido pela sua bravura na guerra contra os invasores otomanos, mas também pela sua crueldade. A partir dessa história, mesclada com várias lendas sobre Vlad, Bram Stoker escreve um romance magistral em forma de diários e cartas que os personagens principais vão trocando entre si. Trata-se de uma obra que abriu um novo caminho nas histórias de terror e que estabeleceu a figura do aristocrata da Transilvânia como arquétipo do mal e da sedução perversa.

 

 

Abraham «Bram» Stoker (8 de novembro de 1847 - 20 de abril de 1912) foi um romancista e contista irlandês. O seu primeiro livro de ficção, Under the Sunset foi publicado em 1881. Embora mais conhecido por Drácula, Stoker escreveu dezoito livros antes da sua morte em 1912. Morreu de exaustão aos 64 anos.



publicado por 1001mundos às 08:53
link do post | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 27 de Março de 2014
2º volume da Saga de Bourbon Kid

A Saga de Bourbon Kid #2

 

O equivalente literário aos explosivos filmes de Quentin Tarantino e Robert Rodriguez

 

Depois de dezoito anos de chacinas (e quantidades industriais de bourbon) é altura de Bourbon Kid parar com a matança. Porém, Peto, o monge de Hubal, regressa a Santa Mondega com o misterioso Olho da Lua, à procura do assassino encapuçado, e não está sozinho.

À medida que a Noite das Bruxas se aproxima, os heróis improváveis Dante e Kacey são mais uma vez sugados para o violento vórtice do mal, juntamente com bandos de vampiros (e um ou outro lobisomem). Acrescentem-lhe Sanchez (o barman indiscreto), os Serviços Secretos, Jessica (o anjo de morte) e um novo Senhor das Trevas e haverá novo banho de sangue não tarda.

Quando o golpe para liquidar o Kid falha, os que o querem ver morto descobrem que a situação sofreu uma reviravolta. O Kid tem a sua própria lista de alvos a abater e desta vez não vai poupar ninguém…

 

Esta sangrenta mas brilhante sequela de O Livro Sem Nome dá seguimento à saga com uma arrepiante história de massacres, carregada de humor negro, caos e gente doida.

 

Até um assassino em série deve pensar na sua reforma. Especialmente depois de 18 anos de carnificina e uma data de bourbon. E assim acontece que o infame Bourbon Kid quer parar de matar. Mas isso não é tão simples. O monge Peto está na sua peugada, para vingar a morte de todos os seus confrades. Além disso, outras pessoas andam a tentar matá-lo: uma série de vampiros e mercenários, uma múmia, um novo Senhor das Trevas… a lista parece interminável.

 

«Uma trilogia delirante e tarantiniana .»

El Periodico de Catalunya

 

«Um condensado da cultura pop muito bom e muito inteligente.»

L’Express

 

«Uma obra louca provavelmente escrita sob o efeito de drogas – 4 estrelas.»

ZOO magazine

 

«Este Anónimo decidiu tomar uma quantidade de drogas e partir para uma inversão literária de géneros… uma experiência um pouco estranha, mas muito divertida.»

Daily Sport

 

 

 

´

Este escritor inglês anónimo também dá pela alcunha de Bourbon Kid™ e já escreveu O LIvro sem Nome, O Olho da Lua, The Devil's Graveyard, The Book of Death e Psycho Killer. Os seus livros estão publicados em mais de 30 países.

https://www.facebook.com/pages/Bourbon-Kid/40242243028

http://www.thebookwithnoname.com/



publicado por 1001mundos às 08:35
link do post | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2014
«A Coroa», de Joe Abercrombie, em março

«Joe Abercrombie está a fazer um excelente trabalho.»

George R. R. Martin

 

 

Logen Novededos poderá ter apenas mais uma batalha dentro dele, mas será das grandes. A guerra devasta o Norte, o rei dos homens do norte mantém-se firme e apenas um homem poderá travá-lo. O seu mais velho amigo e inimigo. Chegou o momento do Nove-Sangrento.

Com demasiados mestres e sem tempo suficiente para lhes obedecer, o superior Glokta trava uma guerra diferente. Uma guerra secreta em que ninguém estará seguro e onde ninguém merecerá confiança. E, se os seus dias de espadachim ficaram para trás, é uma sorte que a chantagem, as ameaças e a tortura nunca saiam de moda.

Jezal dan Luthar decidiu que conquistar a glória é um processo demasiado doloroso e volta costas à vida militar par se entregar a uma vida simples com a mulher que ama. Mas o amor também pode ser doloroso... e a glória tem o hábito desagradável de se acercar de um homem quando menos a espera.

Com o rei da União no seu leito de morte, os camponeses revoltam-se e os nobres enfrentam-se, tentando roubar-lhe a coroa. Ainda ninguém acredita que a sombra da guerra está prestes a cobrir o coração da União. Só o Primeiro dos Magi tem um plano para salvar o mundo, mas há riscos. Nada será mais arriscado, afinal, do que violar a Primeira Lei...

 

Logen Novededos poderá ter apenas mais uma batalha dentro dele, mas será das grandes. A guerra devasta o Norte, o rei dos homens do norte mantém-se firme e apenas um homem poderá travá-lo. O seu mais velho amigo e inimigo. Chegou o momento do Nove-Sangrento.

 

 

Finalista do Prémio David Gemmell Legend

Escolha dos Leitores do SFSite 2008

Livro preferido do SFFWorld em 2008

 

 

«Os livros são bons, muito bons. Prenderam-me. Um mundo bem desenvolvido. Personagens convincentes e únicas. Gostei tanto deles que quando cheguei ao fim do segundo livro e descobri que o terceiro livro só ia ser lançado nos EUA dali a três meses, tive um acesso de raiva, em seguida, um ataque de depressão, depois almocei e deitei-me um pouco.»

Patrick Rothfuss

 

«Momentos avassaladores, grandes personagens e gargalhadas malévolas.»

Dreamwatch

 

«Abercrombie escreveu a melhor trilogia épica de fantasia de memória recente. É um escritor que ninguém deve perder.»

Junot Diaz


 

Joe Abercrombie nasceu em Lancaster, Inglaterra, no último dia de 1974. Foi educado na pretensiosa Lancaster Royal Grammar School, só para rapazes, onde passou muito do seu tempo a jogar computador, dados, e a desenhar mapas de locais que não existem. De seguida foi para a Universidade de Manchester estudar Psicologia. Tendo sempre o sonho de, sozinho, redefinir o género fantástico, começou a escrever uma trilogia épica baseada nas desventuras de um bárbaro, Logen Novededos. O resultado foi uma treta pomposa, que rapidamente abandonou.

Joe mudou-se para Londres, onde viveu numa espelunca com dois homens à beira da loucura. Com um esforço heroico e o apoio da sua família, terminou A Lâmina, em 2004, sendo publicada junto de um público insuspeito em 2006. Desde então já foi publicada em catorze países e as sequelas, A Forca e A Coroa foram publicadas em 2007 e 2008, respetivamente.

 



publicado por 1001mundos às 13:24
link do post | adicionar aos favoritos

«A Guerra Eterna» de Joe Haldeman, em março

 

 

Um dos 10 melhores romances de ficção científica de todos os tempos

 

Prémios Nebula, Hugo e Locus

 

Em 1997 a Terra entra pela primeira vez em contacto com os extraterrestres tauranos. Este encontro marca o início de uma guerra impiedosa. As autoridades terrestres decidem enviar um contingente de elite, e preparam um programa de treino quase inumano, destinado a produzir soldados capazes de aguentar tudo.

William Mandella é um desses soldados.

A fim de viajar até à frente de batalha, os soldados têm de atravessar portais chamados collapsars, que causam uma distorção espácio-temporal, fazendo com que o tempo subjetivo da nave seja mais lento que o tempo «real» do universo. Ou seja, quando Mandella regressa a casa após dois anos, quase três décadas passaram na Terra. E conforme viajam para mais longe, maior é a dilatação, passando de décadas para séculos inteiros.

A luta mais cruel que estes soldados terão de travar será a sua batalha pessoal contra o tempo.

 

«Dizer que Guerra Eterna é o melhor romance de guerra de ficção científica já escrito é condená-lo a poucos elogios. Trata-se, por todo o seu esplendor techno-extrapolativo, de uma magnífica e comovente história de guerra.»

William Gibson


«Talvez o romance de guerra mais importante escrito desde o Vietname... Haldeman, um veterano, é um visionário... e o esforço do protagonista William Mandella para sobreviver e permanecer humano face a uma guerra absurda quase sem fim é desolador, hilariante, angustiante e verdadeiro... como todas as melhores obras de literatura, Guerra Eterna abala-nos e, em seguida, antes que possamos virar a última página, volta a acalmar-nos: estamos melhores, mais sensatos, mais humanos. Simplesmente extraordinário.»

Junot Diaz


«Se houvesse um Fort Knox para escritores de ficção científica, teríamos de lá guardar Joe Haldeman.»
Stephen King

«Guerra Eterna não é apenas um grande romance de ficção científica, é um grande romance sobre a guerra do Vietname - e um excelente romance de guerra que é também ficção científica. Um clássico em qualquer um dos géneros.»
Iain M. Banks

 

 

 

Joe Haldeman é autor de numerosos livros, contos, novelas e artigos, pelos quais recebeu, entre outros, os prémios Nebula, Locus, Ditmar, Galaxy, Hugo e Mundial de Fantasia, alguns mais do que uma vez. Esteve no Vietname, onde recebeu a condecoração Purple Heart pelos seus serviços, e essa experiência serviu-lhe para escrever a sua primeira obra, War Year, e a sua série «Guerra Eterna», profundamente antibelicista. É membro da Associação Americana para o Progresso da Ciência e do Instituto Nacional do Espaço, e dá aulas de Escrita Criativa no Instituto Tecnológico do Massachusetts (M.I.T.).



publicado por 1001mundos às 13:23
link do post | adicionar aos favoritos

Terça-feira, 4 de Fevereiro de 2014
Já leste «Luz e Sombra», de Leigh Bardugo?

 

 


sinto-me:
música: Born Slippy

publicado por 1001mundos às 15:35
link do post | adicionar aos favoritos

«Legend», de Marie Lu, em fevereiro

A verdade torna-se lenda

 

Outrora conhecida como a costa ocidental dos Estados Unidos, a República é agora uma nação em guerra permanente com as vizinhas, as Colónias.

Nascida numa família de elite num dos distritos mais abastados da República, June, aos quinze anos, é um prodígio militar. Obediente, entusiasmada e dedicada ao seu país, está a ser aperfeiçoada para fazer parte dos círculos mais elevados da República.

Nascido num dos bairros de lata do Setor Lake da República, Day, também com quinze anos, é o criminoso mais procurado da República. Mas talvez os seus motivos não sejam tão maliciosos quanto parecem.

Pertencendo a mundos muito diferentes, não há motivo algum para que os caminhos de June e Day se cruzem – até ao dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado, e Day se torna o principal suspeito. Agora, apanhado no derradeiro jogo do gato e do rato, Day corre pela sobrevivência da sua família, enquanto June tenta desesperadamente vingar a morte do irmão.

Contudo, numa reviravolta chocante, os dois descobrem a verdade daquilo que verdadeiramente os levou a encontrarem-se, e a que ponto a nação de ambos está disposta a chegar para manter os seus segredos.

Repleto de ação imparável, suspense e romance, o fascinante primeiro romance de Marie Lu irá certamente comover e arrebatar os leitores.

 

Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda.

 

«Bela escrita e execução excelente. Sequela, por favor!»

Entertainment Weekly

 

«Uma “Lenda” a formar-se»

USA Today

 

«A estreia de Lu é brutal.»

Publishers Weekly

 

«Um thriller arrebatador num futuro distópico em Los Angeles [...]

Uma aventura cinemática com heróis carismáticos e aliciantes.»

Kirkus Reviews

 

«Uma fusão veloz de ação e ficção científica... Lenda dará aos fãs de Os Jogos da Fome algo que vale a pena ler.»

Voya

 

 

Marie Lu é a diretora artística da Online Alchemy, uma empresa de videojogos, e também detém a marca infantil Fuzz Academy. Certa tarde, a assistir a Os Miseráveis, perguntou-se como seria a relação entre um delinquente famoso e um detetive prodigioso numa história mais moderna e sentiu-se inspirada a escrever Lenda. Licenciada pela University of Southern California em 2006, vive em Los Angeles, onde passa muito tempo em filas de trânsito.

Podes visitá-la em www.marielu.org ou segui-la no Twitter em @Marie_Lu

www.LegendtheSeries.com

 

 

 


sinto-me:
música: Talk Dirty

publicado por 1001mundos às 15:18
link do post | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 31 de Outubro de 2013
Mostra que és o maior fã de livros fantásticos e ganha um livro por mês!



publicado por 1001mundos às 11:10
link do post | adicionar aos favoritos

Terça-feira, 29 de Outubro de 2013
«Guerra Diurna», de Peter Brett

 



publicado por 1001mundos às 10:36
link do post | adicionar aos favoritos

A chegar às livrarias - «Os Adivinhos», de Libba Bray

As luzes da cidade escondem segredos sombrios

 

Evie O'Neill foi exilada da sua monótona e pacata cidade natal e enviada para as agitadas ruas de Nova Iorque - e fica radiante! Nova Iorque é a cidade dos bares clandestinos, das compras e dos cinemas! Pouco depois, Evie começa a andar com as glamorosas «Ziegfield Girls» e com atraentes carteiristas. O único problema é que Evie tem de viver com o seu tio Will, curador do Museu Americano de Folclore, Superstição e Ocultismo - também conhecido como «O Museu dos Arrepios», homem com uma pouso saudável obsessão pelo oculto.

Evie receia que ele descubra o seu segredo mais sombrio: um poder sobrenatural que até ao momento só lhe causou problemas. Porém, quando a polícia encontra uma rapariga morta que tem um estranho símbolo gravado na testa e Will é chamado ao local, Evie percebe que o seu dom pode ajudar a apanhar o assassino em série.

Quando Evie mergulha de cabeça numa dança com um assassino, outras histórias se desenrolam na cidade que nunca dorme. Um jovem chamado Memphis é apanhado entre dois mundos. Uma corista chamada Theta anda a fugir do seu passado. Um estudante chamado Jericho esconde um segredo chocante. E sem que ninguém saiba, algo sombrio e maligno despertou.


 

 

 

Da autora da trilogia bestseller «Gemma Doyle» (com um milhão de exemplares vendidos nos Estados Unidos) e do livro que ganhou o Printz Award 2010, Going Bovine, chega agora Os Adivinhos, um romance emocionante que mistura policial, fantasia paranormal and drama histórico na Nova Iorque da década de 1920.

 

 

«Independentemente do género, Bray é magistral. Aqui ela ataca Manhattan nos loucos anos 20, e fez claramente a sua investigação. Capta a essência da época com estilo, incluindo copiosos pormenores da época na intrincada trama.»
RT Book Reviews

 

«Inúmeras histórias cruzam-se tendo como pano de fundo a Lei Seca e a Era do Jazz, e uma personagem com laivos de Buffy.»
io9.com

 

«A Nova Iorque da década de 1920 vibra de vida neste emocionante [romance]... A trama intrincada e os magníficos pormenores das personagens, dos diálogos e do cenário agarram o leitor e não o largam. A não perder.»
Kirkus Reviews

 

«Bray continua os seus êxitos com esta série deslumbrante passada em Nova Iorque,

durante a Lei Seca.»

Booklist

 

Libba Bray é autora de cinco peças de teatro e meia, alguns contos e ensaios, e muitas coisas que, nas suas próprias palavras, "nunca deverão ver a luz do dia". Trabalhou como empregada de mesa, ama, enroladora de burritos, caloira no mundo editorial e copywriter de publicidade. Criada no Texas com um regime estável de humor britânico, bandas alternativas, disfunção suburbana e má televisão, Libba conseguiu de algum modo escapar apenas com alguns cortes de cabelo seriamente conturbados. Atualmente a autora mora em Brooklyn, Nova Iorque, com o marido e o filho.



publicado por 1001mundos às 10:12
link do post | adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 2 de Março de 2012
A morada

http://1001mundos.blogspot.com/

 

Venham ter connosco



publicado por 1001mundos às 18:56
link do post | adicionar aos favoritos

Estamos Vivos

Para responder aos muitos que perguntam, sim, ainda estamos vivos e para seguir uma tendência muito na moda vamos emigrar, mais noticias na próxima semana. Até Breve



publicado por 1001mundos às 18:30
link do post | adicionar aos favoritos

Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011
Boas Festas

Com o Natal à porta e o ano a terminar o blog 1001 Mundos vai hibernar. Voltamos em Janeiro, fresquinhos e cheios de garra e novidades para partilhar com todos os frequentadores deste cantinho virtual. Deixamos os nossos votos de Festas Felizes e um fantástico Ano Novo. Até já.

 



publicado por 1001mundos às 12:47
link do post | adicionar aos favoritos


.mais sobre mim
.links
.Novidades 1001 Mundos







.posts recentes

. «Prodigy», de Marie Lu, a...

. «A Viajante», de Arwen El...

. «O Trono dos Crânios», de...

. Entrevista com Stephenie ...

. «Crepúsculo» reimaginado....

. Edição do 10º aniversário...

. Edição do 10º aniversário...

. «Seeker - O clã dos Guard...

. «O Grande Bazar e Outras ...

. Frankenstein, de Mary She...

.arquivos

. Julho 2016

. Junho 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Março 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

.subscrever feeds